Instagram

Instagram

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Palestra na Câmara de Osório discute “Mudanças Climáticas”



Evitar as causas que contribuem para as mudanças do clima da Terra e reduzir o possível das suas conseqüências é o maior desafio para a humanidade neste século. Com base nesta afirmativa, a Câmara Municipal de Osório, em parceria com a Folha Viva Ambiental realizou na noite dessa terça-feira (26), uma exposição voltada às energias renováveis e a palestra "Mudanças Climáticas e o Litoral do Rio Grande do Sul". Desde as 17 horas, o saguão da Câmara expôs o projeto Centro ERA, com representações em desenhos, esquemas funcionais, notas explicativas e uma maquete tridimensional do Centro. Após, o geógrafo, professor de climatologia e pesquisador na área, Sr. Francisco Eliseu Aquino, falou das causas que influem no aumenta da temperatura da Terra. Também apontou diversos fenômenos climáticos que vem atingindo a América do Sul com cada vez mais freqüência, como ciclones e, mais recentemente, um furacão em Santa Catarina. O Continente Antártico também sofre com este aumento de temperatura, forçando o derretimento e desaparecimento das geleiras. A platéia foi formada em sua maioria por estudantes e profissionais da área. Estavam presentes alunos das faculdades FACOS, UFRGS e UERGS, Escola Rural, Instituto Técnico Federal, além dos vereadores Rossano Teixeira, Doca, Zé Luciano, Valério dos Anjos e do prefeito municipal Romildo Bolzan Júnior. O Centro ERA Com sua localização prevista na Área de Proteção Ambiental da Borússia, em Osório, num amplo espaço dentro da Mata Atlântida, o Centro ERA consiste num projeto voltado para a população em geral, com enfoque especial nos jovens. Sua abrangência contempla programas voltados ao meio ambiente e às energias renováveis, como: cursos, estudos, pesquisas, oficinas, atividades ao ar livre e outros.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Nossa luz mais cara!!!

Aneel aprova reajuste de 4,1% para energia no RS

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou na manhã desta terça-feira reajuste médio de 4,1% a ser aplicado sobre as tarifas cobradas pela distribuidora gaúcha Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE).

Para os clientes residenciais da empresa, o aumento médio será de 3,92%. Já as indústrias pagarão, em média, 4,43% a mais.

As novas tarifas entrarão em vigor na próxima segunda-feira, dia 25. A CEEE gera energia a cerca de 1,45 milhão de unidades de consumo, em 72 municípios do Rio Grande do Sul, incluindo Porto Alegre.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

A beirada do ano 2010

O ano de 2010 teve seus desafios. Breve 2 anos de casado, breve 2 anos que sei que tenho doença do crohn. Um ano e um pouquinho que retornei para o computador da gráfica. O ano da copa da África, que o Brasil perdeu. Ou a copa que a Espanha ganhou. Ano do resgate de 33 mineiros, ou mineradores presos numa mina à mais de 600 m. de profundidade. Ano em que Fidel Castro falou do governo socialista. O ano de 2010 marcará disputa política entre um homem (José Serra) e uma mulher (Dilma Rousseff), um anos de poucos acontecimentos. Fica alguma coisa triste que não lembro no momento, mas 2011 será outro ano. Deus queira estar vivo, o mundo sonha com paz. Mas não pelas mãos do homem. Ou ainda acredita nisso?

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Descoberta mulher que pode ter 121 anos

Censo 2010 descobre em Tenente Portela mulher que pode ter 121 anos

Imprimir

Familiares garantem que indígena pode ser uma das mulheres mais velhas do país

631dcb19a728bce407b900d2ca32ea71.jpg

Vivendo no setor da Pedra Lisa, localizado na Reserva Indígena do Guarita, em Tenente Portela, a kaingang Pedra Bento pode ser uma das mulheres mais velhas do Brasil. Familiares garantem que ela tem 121 anos, completados no último dia 29 de junho. A informação foi repassada a uma das recenseadoras do IBGE que atua na coleta dos dados do Censo 2010.

A indígena Pedra vive com uma neta, Silvane Ferreira e quatro bisnetos. Ela é natural do município de Miraguaí. Apesar da idade centenária, ela percorre diariamente cerca de quatro quilômetros de pés descalços, para visitar um filho, dos três que teve. Segundo Silvane, dona Pedra tem 20 netos, 60 bisnetos e 4 tataranetos e a única queixa da avó é quando seus quatro filhos fazem muito barulho. Eles vivem basicamente do artesanato.

O Tabelionato de Miraguaí confirmou que a indígena somente foi registrada no ano de 1986, possivelmente com a idade de 97 anos. A falta de informações mais precisas sobre o nascimento impede a confirmação da idade da indígena, que pode ser inclusive uma das mulheres mais velhas do mundo.

http://www.difusoraceleiro.com.br


quarta-feira, 6 de outubro de 2010

A primavera


A primavera chegou meio tímida. Frio e calor alternados. Mas já se ouvem os pássaros, as flores desabrocharam e o perfume exalado por elas deixam o ambiente mais bonito!! A primavera é tão colorida que nos faz sentir tão pequeninos diante da inteligência divina.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

É muita dor de cabeça mesmo

Cabecas_on

Existem quantos tipos de dor de cabeça?

A Sociedade Internacional de Cefaléia reconhece hoje em dia mais de 300 tipos de dor de cabeça, divididos em cefaleias primárias ou secundárias. As primárias são causadas por alterações bioquímicas cerebrais ou fatores genéticos, tais como a cefaléia de tensão (que pode ser crônica ou episódica), enxaqueca, cefaléia em salvas, cefaléia em facadas, que são as mais comuns. Já as secundárias ocorrem, normalmente, devido a lesões que afetam o cérebro.

http://www.anador.com.br/a_dor_de_cabeca/?gclid=CInB_ZGnvKQCFdVb2godTwu31Q