Instagram

Instagram

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Tirando o Foco: Algumas imagens

Tirando o Foco: Algumas imagens: "Bom sou apaixonada por fotografia! Vou postar algumas fotos que tirei. Espero que gostem. Uma frase para essa ultima foto...'Não importa pa..."

Raquel Hirose

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Safra gaúcha de grãos de verão deve ser recorde


A safra 2010/2011 dos principais grãos de verão poderá ser a maior da história do Rio Grande do Sul. Conforme levantamento da Emater/RS-Ascar, veiculado nesta quinta-feira (17), a estimativa preliminar é de que a produção total do Estado chegue a 23,62 milhões de toneladas e a área plantada totalize 6,405 milhões de hectares. Os números foram divulgados pelo secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Ivar Pavan, e pelo presidente da Emater/RS, Lino De David.

O crescimento na produção deve-se, principalmente, às culturas do arroz e do feijão. No primeiro caso, a previsão é de que a safra atinja 7,958 milhões de toneladas, sendo 15,9% maior que a obtida no ano passado. Para o feijão, o crescimento estimado é de 22,57%, apesar da redução de 4,47% na área cultivada. "Houve uma reversão no quadro. A previsão inicial de seca generalizada felizmente não se concretizou. Os danos foram muito localizados e, se os números forem confirmados, estaremos diante da maior safra de grãos da história do Rio Grande do Sul", avaliou Pavan.

Para o presidente da Emater/RS, o quadro positivo pode ser atribuído a três fatores principais. Além do clima, que apesar das previsões negativas acabou mostrando-se favorável, De David destaca o crédito abundante e o investimento realizad em tecnologia pelos produtores. Esta qualificação na produção é perceptível quando avaliado, por exemplo, o crescimento de 27,29% na produtividade média das lavouras de feijão em relação à safra 2009/2010.

O secretário de Desenvolvimento Rural ressaltou que, como metade do PIB gaúcho provém das cadeias agroindustriais. "Uma boa safra significa o desenvolvimento de todo o Estado". A avaliação é reforçada pelo presidente da Emater/RS. "Estes números dão tranqüilidade para os produtores e para toda a economia gaúcha, que deverá ser alavancada pelo setor primário", completou De David.

O quadro mostra-se mais conservador em relação ao milho e à soja que, segundo a estimativa da Emater/RS-Ascar, devem apresentar uma leve queda em relação à safra 2009/2010, mas que não chega a ter impacto significativo sobre os números finais. No caso do milho, as reduções de 4,91% na área plantada e de 4,20% na produtividade são atribuídas à expectativa desfavorável em relação aos preços e aos efeitos da seca na época de plantio.

Em relação à soja, a previsão é de que a colheita seja 0,83% inferior ao ano passado. De David, entretanto, ressalta que, como esta é a única cultura cuja colheita ainda não teve início, este quadro poderá se reverter. "A soja é a cultura mais atrasada e a previsão climática é boa, por isso, acreditamos ainda em uma boa colheita", disse.


Fonte: www.litoralmania.com.br

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Solano Reis: O drama da jubarte

Solano Reis: O drama da jubarte: "O drama da baleia jubarte, encalhada em Capão da Canoa, foi assunto de dias. Apesar dos esforços dos técnicos e da enorme torcida, o cetáceo..."

Solano Reis: Anos 70/80

Solano Reis: Anos 70/80: "Aqui tem Mu-Mu Uma vaquinha preta, cabeça branca, com uma florzinha na boca e a língua de fora, a inconfundível vaquinha Mu-Mu, talvez te..."

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Alunos do Yázigi Osório curtem seus últimos dias pela Europa


Depois de três semanas, a geografia de Ramsgate, Inglaterra, já ficou mais conhecida. A maior parte dos alunos do Yázigi Osório, vai à pé para a escola. Devem ter muitas coisas pra contar! Não só dos passeios, mas principalmente dos amigos novos que fizeram, das pessoas de diversas partes do mundo que conheceram, dos costumes das famílias com quem viveram ao longo destas últimas semanas.

Impossível não ter malas de novidades! Mas é sempre assim num programa de intercâmbio! As lembranças mais bonitas irão muito além dos locais turísticos que visitaram. Estarão na memória do cheiro de uma casa que não era a deles, de um sabor que não conheciam ou de um costume que jamais tiveram antes.

Na reta final da viagem, já que chegam dia 20, uma saudade antecipada já deve estar doendo. Tudo bem! Faz parte...

Intercâmbio

O grupo é formado por 21 alunos e chegou à Inglaterra, no mês de janeiro. Além de estudar inglês e conhecer a vida das famílias que lhes hospedam, eles estão tendo o prazer de visitar alguns países europeus. 

O "teacher" (professor) Márcio, dono da escola de Osório é o "Tour Conductor" (condutor do passeio) deste grupo que participa de um dos programas de intercâmbio oferecidos pelo Yázigi Travel.  

Se você tem interesse em participar de algum destes intercâmbios, entre em contato pelo telefone: (51) 3601-1701 ou pelo e-mail: adri@yazigi.com.  Vale lembrar que as matrículas para novas turmas, em todos os módulos dos cursos de Inglês e Espanhol estão abertas. As aulas começarão a partir do dia 14 de março. Corra e matricule-se agora mesmo.

O Yázigi Osório fica na Rua 15 de Novembro, 38, no centro da cidade.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Elma Chips logo

Para quem quiser o logotipo vetorizado da Elma Chips, pode pedir por e-mail: essosilveira@gmail.com
por apenas R$15,00

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Fotógrafo mostra como seria se tivéssemos lados do rosto idênticos

Já imaginou o que aconteceria se você tirasse uma foto sua e usasse um dos lados do rosto para formar o outro, numa espécie de simetria? O fotógrafo Julian Wolkenstein pensou nisso.
Num trabalho chamado Echoism, ele pediu que os modelos não expressassem nenhuma emoção. Logo depois, ele usou o lado direito e o esquerdo como se fossem espelhos para formar duas identidades simétricas das pessoas.
O resultado é bem interessante.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Torres se mobiliza em busca de escola técnica federal

Torres está se mobilizando para conquistar uma escola técnica federal, que permite oferecer cursos técnicos profissionalizantes. Na sexta-feira (4/2) o prefeito em exercício, Valmir Daitx Alexandre (Pardal), reuniu-se com a Comissão Pró Escola Técnica, formada pela secretária de Educação, Léa Gállio Gründler, vereadora, Maria de Lourdes Fippian, vereador Antônio Vicente Machado e a professora, Leonila Quartieiro.

Conforme o prefeito em exercício, a unidade terá papel estratégico para o desenvolvimento econômico da cidade e da região. "A qualificação da mão-de-obra torna possível ampliar a capacidade de competir no mercado de trabalho", ressaltou.

No encontro foi inicializada a formulação do Protocolo de Intenção a ser encaminhado ao Governo do Federal. O documento solicitará recursos para implantação da unidade que atenderá toda região.

"Uma escola técnica deste porte não atenderá somente Torres, mas seguramente será referência para outras cidades do litoral norte gaúcho e sul catarinense", destacou o prefeito em exercício.

O objetivo do Poder Público Municipal e da Comissão Pró Escola Técnica é apresentar, ainda nesta quinzena, ao Governo Federal o Protocolo de Intenção.

Fonte: www.litoralmania.com.br

Alienação cultural: o semi-informado

Os avanços científicos e tecnológicos dos séculos XX e XXI trouxeram mudanças radicais nos sistemas de educação e informação do agora “mundo globalizado”. Os chamados meios de comunicação de massa – rádio, TV, jornais e revistas – criaram um modo de saber industrializado, um “produto pronto”, como meio de entretenimento. 

Tal sistema não prima pelo desenvolvimento do saber crítico, mas pelo que está de acordo com o que a máquina capitalista apregoa pelos meios da indústria cultural: o celular, o corte de cabelo, a cor e a roupa da moda, o que se disse ou “pensou” no BBB, o que veste, bebe ou lê fulano de tal. A maioria da população não tem acesso à formação cultural propriamente dita, mas ao que alguns pensadores chamam de “semi-informação”. O saber de tudo um pouco e ser/estar alienado do todo, algo como ler o Manifesto Comunista e tentar compreender Marx e Engels ou acessar o Wikipédia e achar que seus problemas de informação estão acabados.

A teoria diz que o sistema educacional seria capaz de transformar esse sistema consumista – modista e de alienação cultural– se um país democraticamente constituído primasse, como reza a constituição no Brasil, por exemplo, de um sistema educacional público e de qualidade. A escola poderia ser/é o fator decisivo para a reviravolta, a revolução cultural – não associem à Mao, contra a alienação cultural e falta de senso crítico.

Mesmo vivendo em um sistema democrático, a própria falta de um sistema educacional totalmente público e de qualidade não permite ao alienado, ao semi-informado, a conscientização do status quo. Os ensinos primário e médio estão longe de suprimir as necessidades mais elementares da educação. O ensino superior, em muitos casos, é do nível do ensino médio, não mais do que o necessário para garantir um cargo público. 

O próprio sistema político é o interessado na manutenção da formação do semi-informado, gerado pela falta de educação de qualidade e necessário aos apelos do grande capital empregado na mídia pelas empresas multinacionais. Que são na maioria das vezes as financiadoras do agente governante, e da ideologia em voga, que apesar de se sustentar sob a capa da democracia e da “liberdade de pensamento e expressão”, é ainda em demasia, partidária, demagoga e revanchista.

Cabe(ria) ao educador e aos pais, por tanto, a tarefa de estimular e formar uma consciência crítica no aluno e nos filhos, para que essa consciência seja aprimorada e levada a diante, na família e no seu meio social. Mas quem está interessado nisso, se o meu salário compra tudo o que posso e vejo na mídia, que função nesse meio tem o conhecimento e a elevação cultural? Por que preciso compreender o processo de desenvolvimento histórico da humanidade se o que necessito para viver é o número de dígitos que compõe minha conta bancária?




Rodrigo Trespach

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Operação Golfinho registra 1.728 resgates neste veraneio

Os salva-vidas da Operação Golfinho realizaram, nessa segunda-feira (31), 45 salvamentos no Estado, sendo 40 no Litoral Norte e cinco em águas internas.

No total, já são 1.728 resgates neste veraneio, um decréscimo de 2,43% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando ocorreram 1.725 salvamentos. Até o presente momento, foram registradas oito mortes por afogamento.

Na atividade de policiamento ostensivo, o efetivo da operação fiscalizou 3.997 veículos, dos quais 36 foram recolhidos. Foram registrados 23 acidentes de trânsito com danos materiais, 16 acidentes com lesões corporais e dois com mortes na área de abrangência da operação.



www.litoralmania.com.br