Instagram

Instagram

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Hospital São Vicente busca verba para projeto de clínicas em Osório


O Hospital São Vicente de Paulo, em Osório, poderá oferecer atendimento nas áreas clínicas de Cardiologia, Oncologia e Oftalmologia, já no próximo ano.

Após uma reunião na Secretaria Estadual de Saúde, o secretário Ciro Simoni confirmou esta possibilidade. A Prefeitura Municipal de Osório também poderá colaborar com uma parte desta verba, que no total chega à R$ 950 mil.

Para o funcionamento destes novos serviços, está prevista a construção de mais um andar no prédio administrativo. A responsabilidade deste projeto é da arquiteta Lúcia Lisboa. Atendimentos conveniados também serão aceitos, como IPE, SUS e convênios privados.

Esta será uma obra essencial para a região, totalmente adequada às normas da ANVISA e às normas de acessibilidade universal, tendo sido projetada de acordo com a NBR 9050. O projeto pleno prevê uma unidade de Hemodinâmica, Densitometria Óssea, Oftalmologia, Oncologia e Endoscopia.

Outras melhorias poderão ocorrer até o final de 2011 no setor de Pediatria e na nova ala de Psiquiatria, com novos mobiliários.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Entenda como funciona uma fábrica de carros


Ter um carro é o sonho de milhões de brasileiros. Mas pouca gente conhece a rotina de uma fábrica de automóveis. Para montar um carro inteiro, o tempo médio é de 24 horas de trabalho intenso de funcionários e robôs.
UOL Economia visitou as instalações de uma unidade da General Motors em São José dos Campos (interior de SP) para mostrar como funciona esse mundo.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Perda de ICMS de Osório para Canoas devido à incorporação da Refap será tema de audiência pública

A Comissão de Assuntos Municipais, presidida pelo deputado Cassiá Carpes (PTB), realizou reunião ordinária na manhã desta terça-feira (23), na Assembleia Legislativa.

A comissão aprovou requerimento que solicita audiência pública para debater e buscar informações sobre a incorporação da Refinaria Alberto Pasqualini - Refap, pela Petrobras.

Com a incorporação, alterações de ordem tributária acarretarão perda de arrecadação de ICMS pelo município de Osório, passando esse imposto a ser destinado ao município de Canoas. Ainda não há definição de data e local para a realização da audiência.

Duplicação da RS 040

O órgão técnico realiza audiência pública na próxima segunda-feira (29) para debater a duplicação da RS 040, em Balneário Pinhal, às 19h, na Sociedade Amigos da Praia do Pinhal - SAPP.

Presenças

Participaram da reunião, além do deputado Cassiá Carpes (PTB), os parlamentares Marcelo Moraes (PTB), Álvaro Boessio (PMDB), Luis Lauermann (PT), Nelsinho Metalúrgico (PT), Adolfo Brito (PP), Pedro Pereira (PSDB) e Paulo Borges (DEM)

Litoralmania

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Neymar e os cartões amarelos


Neste Brasileiro, Neymar fez quatro jogos, saiu derrotado em todos eles. Mas em ao menos um quesito o atacante mantém 100% de aproveitamento na competição: os cartões amarelos.
Não houve uma partida sequer no torneio em que ele tenha deixado o gramado sem ser advertido pelo árbitro.
Hábito que nesta temporada se tornou mais comum ao garoto de 19 anos, principal astro do futebol no país.
Apenas em partidas pelo Santos, Neymar foi punido em 14 oportunidades.
No clube litorâneo, o camisa 11 acumula mais cartões do que gols em 2011, já que balançou as redes 13 vezes.
A fama de indisciplinado acompanha Neymar desde o início de sua carreira, em 2009, mas ele sempre compensou ao somar mais gols do que advertências.
Em 2010, levou 22 cartões, mas marcou 43 tentos. No primeiro ano como profissional, foram 14 gols e sete amarelos.
Em média, Neymar é punido com o amarelo uma vez a cada dois jogos em 2011, quatro vezes mais do que o zagueiro Durval, seu companheiro de Santos, que tem só cinco advertências como essa em 44 partidas no ano.
Ler na íntegra

Folha.com

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Cristina Ranzolin conversa com Paulo Santana

Cristina Ranzolin conversando com Paulo Santana a respeito de futebol no Jornal do Almoço. É claro, futebol do Grêmio. Reparem que ele está de vermelho (ou laranja)? hehehh

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Filhote de baleia encalhado é encontrado em Capão da Canoa

Policiais da Brigada Militar (BM) encontraram, durante uma patrulha de rotina, um filhote de baleia encalhado na Praia Guarani, na zona norte de Capão da Canoa, por volta das 2h desta quarta-feira.

Segundo a polícia, o filhote estava morto e deve ser removido do local pela Patrulha Ambiental da Polícia Militar gaúcha ainda hoje.

O animal é um filhote de baleia franca, espécie muito comum na região. Como ele já estava em decomposição, não foi possível avaliar a causa da morte.



www.litoralmania.com.br

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Que país é esse?

No final da década de 1970 Renato Russo escreveu Que país é esse?: “Nas favelas, no senado, sujeira pra todo lado, ninguém respeita a constituição... Que país é esse?”. A situação do país mudou tão pouco que o cantor gravaria a música quase dez anos depois, com estrondoso sucesso. Passados mais de 30 anos a letra da música é tão atual quanto quando foi escrita.

A direita oligárquica histórica foi substituída pelo neoliberalismo, disfarce moderno de antigas ideias, que por sua vez deu lugar a esquerda, não mais revolucionária, mas nem por isso menos ideológica. Tudo farinha do mesmo saco, sem tirar nem por um grama sequer.

Depois de um governo recheado de denúncias de corrupção, onde a alta cúpula do partido desmoronou por completo (Palocci, Zé Dirceu, Genuíno, e Cia.), o presidente Lula deixou o governo como o novo Vargas, o “pai dos pobres”, o símbolo do crescimento econômico do Brasil. Rodeado por contraventores, gente com dinheiro na cueca, mensalões e mensalinhos, filho e compadre envolvido em denúncias de enriquecimento ilícito, Lula nunca soube de nada, um pobre semianalfabeto inocente de tudo, herói de uma nação sem heróis – ou de falsos heróis, de Macunaímas.

Como tudo no Brasil vira em pizza, passado o turbilhão, os antigos companheiros tentaram voltar. Novamente denúncias. Palocci, que havia declarado, em 2006, patrimônio de R$ 375 mil, comprou imóvel de R$ 6,6 milhões. Uma festa! Fossemos um país com um pingo de vergonha na cara e Palocci teria ido para cadeia dar explicações. Aqui não, até a presidente sai em sua defesa; tudo foi feito para que ele não precisasse dar explicações. Agora, o de sempre. Não vai dar em nada, vai virar pizza novamente. Pizza que é o prato preferido do brasileiro, o feijão com o arroz é coisa do passado.

Mas o Brasil é um país sui generis, nossa escola de corrupção forma todo o tipo de ladrão, não é exclusiva para políticos. A bola da vez é a CBF. Essa sim é um prato cheio. Mexer em uma das paixões nacionais não é brincadeira. O brasileiro venderia o país, mas não ficaria sem o futebol. Por isso há tanto em jogo. Rede Globo e Record vêm se digladiando pelos direitos de transmissão, e não é por migalhas, os números são astronômicos. Mas vamos direto ao assunto: Copa do Mundo no Brasil.

Em 2009 a CBF informou que os gastos com as reformas e construções de estádios seriam de R$ 2,5 bilhões. O orçamento já está em R$ 5,8 bilhões e a previsão é de que passe de R$ 7 bilhões! E pior, não há nada pronto, a maioria das obras está com o cronograma atrasado e outras nem começaram. Não há nada em infraestrutura, a tal da “mobilidade urbana”. O país já é um caos com a população nativa circulando, imaginem quando os gringos chegarem. Não há aeroportos em condição de operar com a demanda nacional, não temos boas estradas, trens e hospitais. Em comparação com a Europa, estamos ainda no século 19.

Mas o Brasil tem a solução, é o famoso jeitinho brasileiro, temos o “processo de obras emergenciais”. É a salvação! Graças a Deus teremos a Copa aqui. Estamos salvos! Vamos gastar mais de R$ 100 bilhões para que meia dúzia de políticos e empresários encham as cuecas. E a educação, a saúde...onde entram os benefícios para o povo brasileiro nisso tudo?

Os presidentes do Brasil, da CBF e do COL disseram que tudo que for construído será em benefício público, do brasileiro. E o Papai Noel e o Coelhinho da Páscoa confirmaram! O agora deputado Romário – coisas de Brasil - estima que entre 10 e 20% desses gastos bastariam para resolver cerca de 80% dos problemas do Brasil com saúde e educação. Se o país é/seria capaz de “levantar” 100 bilhões para receber uma Copa, por que então não levantar R$ 10 bilhões para resolver os problemas emergenciais da nação?

Ora, por que roubar pouco se há como roubar mais. Diz a lenda que o país poderia construir mais de um Maracanã e uma Brasília com o dinheiro desviado; nessa Copa, vamos comprar o Alasca dos Estado Unidos. E ainda há a MP – mais uma, somos o país das MPs – da Lei das Licitações da Copa, o tal Regime Diferenciado de Contratações, que a presidente não quer mexer, defende com unhas e dentes. Acha ela que o Brasil precisa mostrar que é um país de honestos. Claro presidente, somos de fato um país de Paloccis, Sarneys, Dirceus, Teixeiras, Temmers, e não queremos que nada atrapalhe a nossa copa, “vamos faturar um milhão”.

E ainda temos as Olimpíadas em 2016... Estou pensando em entrar para a política, meu medo é que falte cueca nos próximos anos no Brasil, seria muito azar...

Alguém ainda respeita a constituição? Alguém ainda acredita no futuro da nação?



Rodrigo Trespach - Litoralmania